23º BATALHÃO DE CAÇADORES - "BATALHÃO MARECHAL CASTELO BRANCO"

10rm©photo

BREVE HISTÓRICO DO 23º BATALHÃO DE CAÇADORES

O 23º Batalhão de Caçadores - "Batalhão Marechal Castelo Branco" está sediado em Fortaleza, Ceará. A origem do Batalhão remonta do Século XIX, quando em 1889 foi elevado para trinta e seis, a quantidade de Batalhões de Infantaria do Exército Brasileiro. O Decreto N.º 56 de 14 de dezembro de 1889, assinado pelo Marechal Manoel Deodoro da Fonseca, Chefe do Governo Provisório e Benjamin Constant Botelho de Magalhães, criou o 36º Batalhão de Infantaria, Unidade da qual se originou o 23º Batalhão de Caçadores, que teve como parada do Corpo a cidade de Manaus-AM, com a Portaria de 07 de janeiro de 1890, sendo considerada esta data como aniversário da Unidade.

Em 1908, o então 36º BI passou a denominar-se 46º Batalhão de Caçadores, permanecendo em Manaus. Somente em 1915, foi transferido de Manaus para Fortaleza, ocupando uma área na Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção e em 1919, passou a denominar-se 23º Batalhão de Caçadores, tendo como primeiro Comandante efetivo o Coronel Felipe Antônio Fonseca Galvão. Somente durante a 2ª Grande Guerra Mundial teve início a construção do atual aquartelamento, em área cedida pelo Governo Estadual, que passou a ocupar em 1941. Ao longo da sua existência, o 23º BC tem tido destacado sua atuação no cumprimento de suas missões. Na 2ª Grande Guerra Mundial participou das missões de vigilância do litoral cearense e contribuiu com um expressivo efetivo que combateu na Itália em defesa das tradições democráticas do mundo livre.

Em 1980, recebeu a denominação histórica de "Batalhão Marechal Castelo Branco", perpetuando a figura militar do valoroso chefe cearense, Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco. Em 2006, uma fração do seu efetivo integrou em a Força de Paz da Organização das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti. (MINUSTAH). O 23º Batalhão de Caçadores vive em constante preparação para o cumprimento de suas missões constitucionais, instruindo e adestrando seus homens. Igualmente, como todo o Exército Brasileiro, participa de atividades complementares tais como: controle da distribuição de água e alimentos para a população carente do interior do Estado do Ceará, apoio às campanhas de vacinação, projeto de integração da criança e do adolescente à sociedade, apoio aos idosos, parceria com diversas entidades governamentais e não-governamentais em projetos visando o bem-estar da sociedade e o engrandecimento do nosso Estado.

No presente, o 23º BC cumpre também a nobre e dignificante tarefa de formar Oficiais da Reserva da Arma de Infantaria, no seu NPOR e ainda, dirigindo um Curso de Formação de Sargentos (CFS) de carreira oriundos de todas as regiões brasileiras. O 23º Batalhão de Caçadores é uma das Unidades de combate diretamente subordinada ao Comando da 10ª Região Militar - Região Martim Soares Moreno, sediado em Fortaleza, Ceará e fazendo parte do Comando Militar do Nordeste, com sede em Recife, Pernambuco.

Em 2010, na Comemoração Nacional do Bicentenário de Nascimento do Brigadeiro Sampaio, o 23º BC, participou ativamente,  sendo o responsável por diversos eventos com destaque para a encenação artística da vida do Brigadeiro Sampaio, apresentada com grande brilhantismo por parte dos seus integrantes e de artistas locais convidados. São mais de uma centena de anos de história e trabalho, integrado à comunidade, honrando a herança das tradições do Brigadeiro ANTÔNIO DE SAMPAIO, Patrono da Arma de Infantaria.

Atualmente o 23º BC é comandado pelo Ten Cel Inf ALFREDO FERREIRA DOS SANTOS FILHO. (AMAN/Turma1992)

 

 

NOT͍CIAS DO 23º BATALHÃO DE CAÇADORES



Comemoração Nacional da Arma de Infantaria ( 2009) e do Bicentenário de Nascimento do Brigadeiro Sampaio (2010)
Legião da Infantaria - Presidência Executiva - Fortaleza - Ceará - ©2008 - Todos os direitos reservados